Vivendo Pela Palavra

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Home Antropologia A Imagem de Deus - Helio

A Imagem de Deus - Helio

E-mail Imprimir PDF

A IMAGEM DE DEUS NO HOMEM

vivendopelapalavra.com

Por: Helio Clemente

A imagem de Deus é constituída pelo entendimento, razão (lógica) e moralidade inatas no homem, esta consciência da imagem de Deus está presente em todos os homens e não é adquirida ou apreendida por sensações ou experiências, mas faz parte da natureza e própria de toda e qualquer pessoa na história da humanidade. Após a queda, o homem perdeu a capacidade de entendimento e retidão, restando porém, a capacidade do raciocínio lógico e um conceito inato de moralidade baseado inevitavelmente nas leis de Deus, impressas na consciência de cada um.

Romanos 2,15: “Estes mostram a norma da lei gravada no seu coração, testemunhando-lhes também a consciência e os seus pensamentos, mutuamente acusando-se ou defendendo-se”.

Esta consciência inata propicia aos homens a percepção de Deus através das obras da natureza, e, propicia também aos eleitos, após a justificação, a retomada do entendimento: O conhecimento de Deus através da revelação da Escritura, bem como a fé e o arrependimento que procedem da salvação.

Pelágio, e, posteriormente, os defensores do livre-arbítrio afirmam que esta imagem e semelhança referem-se originalmente apenas à razão, afim de que o homem tivesse, por esta qualidade, o conhecimento de Deus, negando desta forma a ação do Espírito na revelação. Já foi visto que conhecer a Deus através da razão é insuficiente para a salvação, somente a restauração do entendimento original, que acontece pela graça de Deus em Cristo, na justificação dos eleitos, restaura a comunhão perdida, trazendo ao homem a fé em Cristo e o arrependimento para a vida.

De acordo com Pelágio e os arminianos, a outra qualidade própria do homem seria o livre-arbítrio, pelo qual ele teria a capacidade de escolher entre o bem e o mal. Esta é uma ideia extremamente pobre, pois nega a moralidade do homem como imagem de Deus e nega também os efeitos universais da queda, negando desta forma toda a Escritura. Por outro lado, diviniza o homem, tornando-o co-autor da providência divina, juntamente com Deus.

A ideia da semelhança física foi sugerida por muitos dos pais da igreja nos primeiros séculos, mas foi abandonada em seguida. Temos, todavia, e, apesar de não admitido, um forte resquício desta ideia nos santos e imagens da igreja romana.

Após a reforma, muitos dos arminianos, defensores do livre-arbítrio, ensinavam que a imagem de Deus no homem constituía-se apenas no domínio sobre os animais inferiores.

Schleiermacher e muitos dos teólogos modernistas e pós-modernistas rejeitam a existência de um estado inicial de inocência no homem, admitindo que a razão e a moral do homem é fruto de um desenvolvimento ao longo do tempo, alguns, afirmando até, um desenvolvimento evolucionário.

A imagem e semelhança conforme a Escritura

Em primeiro lugar é importante frisar que as palavras “imagem” e “semelhança” são empregadas como sinônimos e não representam qualidades diferentes. Em segundo lugar, o homem foi criado de forma imediata, com todas as suas qualidades e características próprias já inerentes no seu ser. No ato da criação estas qualidades eram: O conhecimento de Deus, a retidão, o entendimento, a razão, a lógica, a justiça e a capacidade de santificação e comunhão com Deus.

Através da queda, o conhecimento de Deus ficou restrito à razão, sem entendimento, e a capacidade de santificação e comunhão com Deus foram perdidas por completo.

Algumas das propriedades naturais do homem refletem esta imagem de Deus que permanece na criatura: O raciocínio lógico, a capacidade do conhecimento através da experiência, a imaginação, os sentimentos em lugar dos instintos animais e a liberdade de escolha conforme a natureza do homem e as circunstâncias. E finalmente, uma qualidade acima de todas estas, que é a espiritualidade, como se pode observar na religiosidade dos povos antigos e de povos selvagens ainda não atingidos pela civilização.

Outra ideia da imagem de Deus no homem, frequentemente esquecida, é a imortalidade, Deus dotou o homem de uma alma imortal, de forma que, na morte do corpo físico, a alma, contendo todo o conhecimento, sentimentos e capacidades do indivíduo, continua viva no “estado intermediário”, junto a Deus, no céu ou no inferno, onde aguarda a ressurreição do corpo já no seu destino final e irreversível.

A consciência e a personalidade do homem permanecem intactas após a morte por intermédio da alma, como podemos ver nos versos de Paulo, ele declara que esteve no céu como uma pessoa, não sabe se no corpo ou fora do corpo.

2 Coríntios 12,2: “Conheço um homem em Cristo que, há catorze anos, foi arrebatado até ao terceiro céu (se no corpo ou fora do corpo, não sei, Deus o sabe)”.

O domínio do homem sobre a criação inferior não é parte da imagem de Deus, mas um mandato recebido em função das qualidades superiores do homem.

Gênesis 1,28: “E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra”.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario

busy
 

Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: "Julgai todas as coisas, retende o que é bom". Louvado seja Deus!

  • Temos para download 713 Livros
  • Este site tem um total de 1649 itens publicados em Artigos

Adicionar aos Favoritos

Adicione aos Favoritos!

Estatísticas

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até outubro de 2017:
934.835
Total de páginas visitadas até setembro/2017:
2.405.646

Assista Também

Vivendo pela palavra - Confissão (parte1)

Confissão (parte1)

{youtube}98cb6kfK7fU{/youtube}

Leia mais...