Vivendo Pela Palavra

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Home Antropologia Livre Arbítrio - Falando Sério

Livre Arbítrio - Falando Sério

E-mail Imprimir PDF

LIVRE ARBÍTRIO – FALANDO SÉRIO

Por: Helio Clemente

 

O homem tem liberdade de escolha conforme sua natureza, livre de força direta e imediata que a dirija para o bem ou para o mal.

A escolha do homem é direcionada por suas inclinações naturais e pelas causas secundárias e contingentes.

Causas contingentes

A liberdade de escolha do homem nem é absoluta, nem forçada diretamente, mas é condicionada pelas suas inclinações naturais e pelas causas e condições secundárias e contingentes: as necessidades ditadas pela sua cultura, sobrevivência, família, meio social, meio ambiente, situação histórica e geográfica e outras que definem a cada momento uma condição diferente de escolha, sendo que todas estas condições e causas que dirigem a vontade do homem são determinadas por Deus com a finalidade de realização de seu plano eterno.

A respeito desta livre agência do homem, existem três possibilidades, conforme abaixo:

1 – Materialismo evolucionista: Todas as ações do homem são motivadas pelas suas necessidades existenciais relativas à sobrevivência. Este é o ponto de vista evolucionista e materialista, o qual elimina toda consciência e caráter do homem. Todavia, o homem é um ser racional e gregário, ou seja, tem uma consciência moral e vive em uma sociedade familiar que o obriga a considerar outras causas além da mera sobrevivência.

2 – O livre arbítrio: Os partidários desta ideia defendem que todas as ações dos homens são determinadas por uma faculdade da vontade absoluta, completamente livre de qualquer causa.

Este é o ponto de vista dos religiosos formais, que defendem a capacidade do homem natural escolher ou rejeitar sua própria salvação. Ora, este ponto de vista supõe que todas as pessoas possuem o poder de escolher sem levar em conta sua natureza, seus juízos, inclinações e outras situações contingentes.

Por exemplo: se um leão ataca um homem, sua vontade é matá-lo, mas seu juízo decide que corra para salvar sua vida, certamente o juízo definirá a vontade naquele momento, mas, se a pessoa, no mesmo caso, estiver fortemente armada, já não vai correr, mas matar o leão, ou ainda, se estiver ao lado de uma árvore, vai subir rapidamente, ou, se estiver ao lado de um lago, vai se atirar no lago.

Vê-se desta forma, em um exemplo bastante simples, que a vontade é condicionada inevitavelmente pelos fatores secundários e contingentes que envolvem a situação do momento.

3 – Livre agência condicionada: O terceiro ponto de vista é o que foi abordado no resumo, ou seja, a pessoa tem a liberdade de escolher, de acordo com sua natureza, o que seu juízo e as circunstâncias definem naquele momento, conforme as causas contingentes e secundárias motivadoras da ação se apresentam.

Lorraine Boettner: “Muitos exemplos podem ser dados para mostrar que acontecimento da maior importância tem muitas vezes dependido do que à época pareceu serem acontecimentos dos mais fortuitos e triviais. A
inter-relação e conexão de acontecimentos é tal que se um destes fosse omitido ou modificado, toda a sequência seria também modificada ou simplesmente não aconteceria. Assim, como Deus sabe de todas as coisas que irão acontecer, e acontecerão imutavelmente, temos a certeza de que a administração divina se apoia na pré-ordenação de Deus estendida a todos os acontecimentos, sejam pequenos ou grandes. E, especificamente, nenhum acontecimento é pequeno (ou grande) demais; cada um tem o seu lugar exato no plano divino”.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario

busy
 

Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: "Julgai todas as coisas, retende o que é bom". Louvado seja Deus!

  • Temos para download 713 Livros
  • Este site tem um total de 1649 itens publicados em Artigos

Adicionar aos Favoritos

Adicione aos Favoritos!

Estatísticas

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até outubro de 2017:
934.835
Total de páginas visitadas até setembro/2017:
2.405.646

Assista Também