Vivendo Pela Palavra

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Home Antropologia O Gênesis e a Ciência: A. A. Hodge

O Gênesis e a Ciência: A. A. Hodge

E-mail Imprimir PDF

O GÊNESIS E A CIÊNCIA – A. A. HODGE

vivendopelapalavra.com

Revisão, comentário e diagramação por: Helio Clemente

 

Os religiosos têm a tendência de ver os resultados do desenvolvimento científico com desconfiança. Por outro lado, os pesquisadores científicos têm a tendência de ver a revelação com ceticismo. É preciso passar por cima disto tudo e enxergar as coisas em seu inter-relacionamento abrangente, abandonando as ideias periféricas e fixando-se na totalidade dos pensamentos. Vejamos abaixo o que nos diz o teólogo A. A. Hodge a respeito da narração do Gênesis e do desenvolvimento científico.

 

A. Hodge:

 

Em geral, porém, há concordância muito notável entre a narração mosaica e os resultados dos estudos da geologia quanto aos seguintes pontos: a narração concorda com aquilo que a ciência diz, ensinando:

- (a) A criação dos elementos num passado muito remoto;

- (b) A existência intermédia do caos;

- (c) O passar o mundo por diversas mudanças antes de chegar a sua atual condição física;

- (d) As criações sucessivas de diversos gêneros e espécies de seres organizados – dos vegetais antes dos animais - das formas inferiores antes das formas superiores - em adaptação às condições cada vez melhores da terra - e do homem como o ultimo de todos.

Se lembrarmos quando, onde e para que fim essa narração bíblica foi escrita e a compararmos com todas as demais cosmogonias antigas, ficaremos convencidos de que essa concordância maravilhosa com os últimos resultados dos estudos da ciência moderna é uma contribuição muito importante para as provas da sua origem divina.

Vê-se com certeza que, mesmo quando se lê essa narração à luz da mais severa critica moderna, ela é suficiente para o fim que o seu Autor divino teve em vista, a saber, que servisse como introdução geral da história da redenção, a qual, embora tivesse suas raízes na criação, foi em seguida levada avante como um sistema de revelações e influências sobrenaturais.

Quando todos os geólogos estiverem de acordo entre si, todos os fatos acessíveis da ciência tiverem sido observados, analisados e classificados, a generalização estiver completa, todos os seus resultados tiverem sido recolhidos e se tiverem tornado parte indubitável e permanente da herança intelectual dos homens, ver-se-á então exposta por si mesma a concordância entre a ciência e a revelação, e que a ciência sustenta e ilustra a Palavra escrita de Deus, em vez de lhe ser oposta.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario

busy
Última atualização em Qui, 28 de Setembro de 2017 04:41  

Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: "Julgai todas as coisas, retende o que é bom". Louvado seja Deus!

  • Temos para download 709 Livros
  • Este site tem um total de 1643 itens publicados em Artigos

Adicionar aos Favoritos

Adicione aos Favoritos!

Estatísticas

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até setembro de 2017:
913.513
Total de páginas visitadas até setembro/2017:
2.354.011