Vivendo Pela Palavra

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Home Comentários Bíblicos Rute - John Gill

Rute - John Gill

E-mail Imprimir PDF

RUTE – COMENTÁRIOS BÍBLICOS (JOHN GILL)

vivendopelapalavra.com

 

Revisão, diagramação e versos acrescentados: Helio Clemente

Rute 1,1: “Nos dias em que julgavam os juízes, houve fome na terra; e um homem de Belém de Judá saiu a habitar na terra de Moabe, com sua mulher e seus dois filhos”.

Rute 1,16-17: “Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. Onde quer que morreres, morrerei eu e aí serei sepultada; faça-me o SENHOR o que bem lhe aprouver, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti”.

Reinado e redenção são dois dos temas pactuais na história de Rute. O trazer dos gentios, por Deus, ao pacto é um terceiro. Rute era uma moabita, uma gentia. O texto inspirado não encobre a nacionalidade e a raça pagã de Rute como algo vergonhoso. Antes, ele enfatiza que ela era uma moabita como algo de grande significância para a história do pacto. Repetidamente, ela é chama de “Rute, a moabita” ou a “moça moabita”.

Rute 1,22: “Assim, voltou Noemi da terra de Moabe, com Rute, sua nora, a moabita; e chegaram a Belém no princípio da sega da cevada”.

Um gentio recebia tanto um nome como um lugar no pacto. O nome e o lugar dela em Israel eram legítimos, pois eles lhe vieram pela sua redenção e casamento, que estavam de acordo com a lei de Deus. Boaz a redimiu, redimiu a propriedade dela e se casou com ela. Dessa forma ela veio a desfrutar da vida e das bênçãos do pacto. Agora o Deus de Israel era o Deus dela. A esperança de Israel era a esperança dela. Rute, a moabita, recebe mais do que um nome e um lugar entre o povo do pacto. Ela recebe um nome e lugar ilustre e honroso.

Ela é privilegiada em ser uma “avó” de Davi e uma “bisavó” do maior filho de Davi, o Messias:

Rute 4,21: “Salmom gerou a Boaz, Boaz gerou a Obede, Obede gerou a Jessé, e Jessé gerou a Davi”.

De Davi viria Jesus, o Cristo, através de uma “bisneta” de Davi, Maria. Mateus menciona o nome de Rute em sua genealogia de Jesus: “Este [Boaz], de Rute, gerou a Obede”.

Mateus 1,5: “Salmom gerou de Raabe a Boaz; este, de Rute, gerou a Obede; e Obede, a Jessé...”.

Jeová relembra sua promessa a Abraão que nele ele abençoaria todas as famílias e nações da terra. Na salvação de Rute, bem como na de Raabe anteriormente, há tanto um princípio do cumprimento dessa promessa como um prenúncio do cumprimento final e vasto da promessa em Pentecoste. A importância da promessa de abençoar e salvar os gentios — e, portanto, desse aspecto da história de Rute — não deve ser minimizada.

Gênesis 12,3: “Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra”.

Paulo chama a salvação dos gentios de “o mistério de Cristo”.

Efésios 3,4-6: “Pelo que, quando ledes, podeis compreender o meu discernimento do mistério de Cristo, o qual, em outras gerações, não foi dado a conhecer aos filhos dos homens, como, agora, foi revelado aos seus santos apóstolos e profetas, no Espírito, a saber, que os gentios são co-herdeiros, membros do mesmo corpo e co-participantes da promessa em Cristo Jesus por meio do evangelho”.

O mesmo apóstolo insiste que a inclusão dos gentios no pacto, a justificação deles, e a salvação deles “pela fé”, era tão verdadeira quanto a do pai Abraão e seus filhos judeus no Antigo Testamento: É o caso de Abraão, que creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça.

Gálatas 3,8: “Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria pela fé os gentios, preanunciou o evangelho a Abraão: Em ti, serão abençoados todos os povos”.

De modo que os da fé (de todos os povos, raças ou nações) são abençoados com o crente Abraão.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario

busy
 

Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: "Julgai todas as coisas, retende o que é bom". Louvado seja Deus!

  • Temos para download 713 Livros
  • Este site tem um total de 1649 itens publicados em Artigos

Adicionar aos Favoritos

Adicione aos Favoritos!

Estatísticas

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até outubro de 2017:
934.835
Total de páginas visitadas até setembro/2017:
2.405.646