Vivendo Pela Palavra

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Home Escritura
Escritura

HISTÓRIA DA BÍBLIA EM PORTUGUÊS

E-mail Imprimir PDF

Breve história da bíblia em português

Por: Helio Clemente

 

As primeiras traduções da bíblia para a língua portuguesa foram derivadas da Vulgata, a bíblia católica em latim traduzida do grego por Jerônimo no século IV DC a partir da Septuaginta, a tradução em grego do Antigo Testamento feita pelos judeus de Alexandria entre o primeiro e segundo séculos da era cristã. Essas primeiras versões em português foram realizadas em Portugal nos séculos XIII a XV.

O Texto Recebido (Textus Receptus): A base do Textus Receptus, Novo Testamento em língua grega, foi preparada por Erasmo de Rotterdam, baseada em manuscritos do século XII, e publicada em 1516. Posteriormente, baseado em Erasmo e em maior quantidade de manuscritos, Robert Stephens produziu a partir de 1546 os textos gregos do Novo Testamento e a edição de 1550 ficou conhecida como “Textus Receptus” ou Texto Recebido.

A bíblia como é conhecida hoje na língua portuguesa, teve sua história ligada diretamente à vida de João Ferreira de Almeida, nascido em Portugal no ano de 1628. João Ferreira de Almeida era católico romano e se converteu à igreja reformada em 1642, já em 1.644, com apenas dezesseis anos de idade, ele produziu sua primeira versão de partes do Novo Testamento traduzidas do espanhol para o português.

 

Blasfemia e Mistério na Teologia

E-mail Imprimir PDF

Blasfemia e Mistério na Teologia - Cheung (cortesia Monergismo)

 

Nesse livro, How Long, O Lord? Reflections on Suffering and Evil [Ó Senhor, até quando? Reflexões sobre sofrimento e o mal], Donald A. Carson diz: “É essencial — sou incapaz de frisá-lo o suficiente — é, de fato, fundamental para o bem-estar doutrinário e espiritual afirmar simultaneamente as polaridades distintas da natureza de Deus. Por exemplo, caso você trabalhe com as passagens bíblicas que sustentam de forma clara que Deus, em algum sentido, está por trás do mal, e não trouxer à mente, no mesmo instante, as inúmeras passagens que declaram ser ele incessantemente bom, então, num período de sofrimento você pode ser tentado a pensar em Deus como um sanguinário soberano e cruel”. Esse conceito dá espaço à permanência do mistério em relação a essa doutrina, em lugar de tentar levá-la até as últimas conseqüências lógicas apreendidas. Não devemos ir além da Escritura.

 

 

AS DEMANDAS DA LEI

E-mail Imprimir PDF

AS DEMANDAS DA LEI – CHARLES HODGE

vivendopelapalavra.com

Tradução livre e versos acrescentados (RA): Helio Clemente

A pergunta é a seguinte: O que demanda a lei? Esta é a questão a respeito da qual tem sido dadas as maiores diversidades de opiniões e as respostas recebidas tem sido fundamentadas em sistemas de teologia assim como de moralidade.

A resposta dada pela consciência simples e inata do homem e pela Palavra de Deus é que a lei exige uma completa perfeição, a total conformidade da natureza moral e da conduta de uma criatura racional à natureza e à vontade de Deus. A lei manda que amemos a Deus com todo o coração, com toda a alma, com toda nossa força e com toda nossa mente e ao nosso próximo como a nós mesmos.

Lucas 10,27: “A isto ele respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo”.

 


Página 7 de 7

Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: "Julgai todas as coisas, retende o que é bom". Louvado seja Deus!

  • Temos para download 713 Livros
  • Este site tem um total de 1649 itens publicados em Artigos

Adicionar aos Favoritos

Adicione aos Favoritos!

Estatísticas

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até outubro de 2017:
934.835
Total de páginas visitadas até setembro/2017:
2.405.646