Vivendo Pela Palavra

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Home Escritura Calvinismo x Arminianismo - A. A. Hodge

Calvinismo x Arminianismo - A. A. Hodge

E-mail Imprimir PDF

CALVINISMO X ARMINIANISMO – A. A. HODGE

vivendopelapalavra.com

 

Revisão e diagramação por: Helio Clemente

É evidente que a doutrina calvinista dos decretos inclui a eleição absoluta tanto de comunidades e nações como de indivíduos para o uso dos meios de graça e para os privilégios exteriores da Igreja. É evidente também que todos os arminianos tem que admitir até esse ponto, bem como os calvinistas, o principio da eleição absoluta, e por isso essa admissão só não discrimina entre os dois grandes sistemas opostos.

A única questão realmente em disputa entre os calvinistas e os arminianos, quanto à eleição, é esta: qual o motivo da predestinação eterna de certos e determinados indivíduos para a vida eterna?

- São a fé e o arrependimento previstos dos próprios indivíduos (arminianos);

- Ou é a boa vontade soberana de Deus (calvinistas)?

É forçoso que todo cristão tome lugar de um ou do outro lado desta questão (não será possível admitir ambas as hipóteses).

- Se disser que o motivo da eleição é a sua fé prevista, será arminiano, sejam quais forem as doutrinas que sustentar além dessa;

- Se disser que o motivo da sua eleição foi somente a boa vontade soberana de Deus, será calvinista.

Esta divisão entre si, e esta concordância das suas posições com os calvinistas, alternando com divergências, são uma ilustração muito sugestiva da dificuldade extrema com que os defensores dos princípios arminianos tem que lutar em suas tentativas de acomodar as palavras das Escrituras à sua doutrina.

Conclusão: Os racionalistas e os incrédulos em geral, que concordam com os arminianos na sua oposição intensa aos princípios calvinistas, mas não se acham restringidos por nenhuma fé na inspiração divina da Bíblia, tem, contudo, bastante franqueza para admitir que esse Livro só pode ser logicamente interpretado no sentido calvinista.

Eis, pois, o testemunho imparcial de inimigos, não importa o motivo que os levaram a isto:

Wegscheider, Instituciones Theologice Christiance Dogmaticce, Parte 3, cap. 3, § 145:

“A maior autoridade que há quanto aos resultados a que chegaram os racionalistas alemães em teologia dogmática, declara que as passagens citadas de Paulo ensinam a doutrina calvinista...”.

Gibbon, Decline and Fall of the Roman Empire, Cap. 33, Nota 31:

“Talvez alguém que raciocine com mais independência chegue a rir quando lê um comentário arminiano à Epistola aos Romanos”.

 

Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: "Julgai todas as coisas, retende o que é bom". Louvado seja Deus!

  • Temos para download 713 Livros
  • Este site tem um total de 1649 itens publicados em Artigos

Adicionar aos Favoritos

Adicione aos Favoritos!

Estatísticas

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até outubro de 2017:
934.835
Total de páginas visitadas até setembro/2017:
2.405.646