Vivendo Pela Palavra

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Home Natal e Ano Novo
Natal e Ano Novo

A Verdade do Natal - Autor desconhecido

E-mail Imprimir PDF

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."

(João 3:16)

 

A pura verdade

Sobre o Natal

SINTA-SE À VONTADE PARA COPIAR O CONTEÚDO DESSA PÁGINA E ENVIÁ-LO A QUEM QUISER

VEJA AQUI:

 

- COMO E QUANDO SURGIU O NATAL

- A VERDADEIRA ORIGEM DO NATAL

- PAPAI NOEL

- A ÁRVORE DE NATAL E A COROA DE AZEVINHO

- OS PRESENTES DE NATAL

- ORIENTAÇÕES

 

IMPORTANTE:

LEIA ATENTAMENTE, NÃO TIRE CONCLUSÕES ANTES DE LER TODO TEXTO E CONFRONTÁ-LO COM A BÍBLIA SAGRADA. DEUS TEM MUITO PARA LHE FALAR ATRAVÉS DESSAS FRASES.

 

25 de Dezembro - H. R. Fontes

E-mail Imprimir PDF

25 de dezembro

Humberto Ribeiro Fontes

 

Sempre considerei o dia 25 de dezembro a data mais triste do ano. É tanta desigualdade social; uns em grandes banquetes aqui, outros passando fome acolá. Isso sem mencionar o comércio e o consumismo que imperam neste período.

 

Última atualização em Seg, 21 de Dezembro de 2015 08:20
 

O Cântico de Maria - Spurgeon

E-mail Imprimir PDF

O Cântico de Maria

Nº 606 Sermão pregado na manhã de Domingo, 25 de Dezembro de 1864

por Charles Haddon Spurgeon, no Tabernáculo Metropolitano, Newington, Londres,

 

“Disse então Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador” - Lucas 1:46-47

Maria estava de visita quando expressou sua felicidade na linguagem desse nobre cântico. Seria bom que todas nossas relações sociais fossem tão úteis para nossos corações, como essa visita foi para Maria. “Ferro com ferro se afia; e assim o homem afia o rosto de seu amigo”. Maria, cheia de fé, faz uma visita a Isabel, quem estava ensopada de uma santa confiança, e no pouco tempo de estarem reunidas, sua fé remonta-se a plena convicção e sua plena convicção brotava em uma torrente de sagrado louvor. Esse louvor despertou seus poderes adormecidos, e em lugar de aldeãs comuns, vemos diante de nós duas profetizas e a duas poetizas, sobre as quais o Espírito de Deus descansou em abundância.

 

O Grande Aniversário - Sermão Natalino - Spurgeon

E-mail Imprimir PDF

O Grande Aniversário e Nossa Maioridade

SERMÃO Nº 1815 - Sermão pregado na manhã de Domingo, 21 de Dezembro de 1884

por Charles Haddon Spurgeon, no Tabernáculo Metropolitano, Newington, Londres,

 

“Assim também nós, quando éramos meninos, estávamos reduzidos à servidão debaixo dos primeiros rudimentos do mundo. Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. ” Galatas 4:3-6

 

O nascimento de nosso Senhor Jesus Cristo nesse mundo é um manancial de uma felicidade pura e sem mistura. Associamos com Sua crucificação uma boa dose de dolorosa lamentação, porem Seu nascimento em Belém nos provoca somente deleite. O canto angélico era um apropriado acopanhamento para esse ditoso acontecimento, e a plenitude da terra de paz e de boa vontade é uma apropriada consequência desse condescendente fato. As estrelas de Belém não projetam uma sinistra luz. Podemos cantar com um indivizível gozo: “Um menimo nos nasceu, um filho é nos dado.” Quando o eterno Deus inclinou-se desde o céu e assumiu a natureza de Sua própria criatura que havia se rebelado contra Ele, esse ato não podia significar nenhum dano ao homem. Que Deus assuma nossa natureza não significa que Deus esteja contra nós, mas sim que Deus está conosco. Podemos tomar ao bebê em nosso braços e sentir que temos visto a salvação do Senhor. Não pode significar destruição para os homens. Não me surpreende que os homens do mundo celebram o suposto aniversário do grande Aniversariante como uma grande festa com cantatas e banquetes. Desconhecendo por completo o significado espiritual do mistério, percebem, contudo, que significa, o bem do homem, e assim respondem ao fato a sua tosca maneira. Nós que não observamos nenhum dia que não houvesse sido estabelecido pelo Senhor, nos alegramos continuamente em nosso Príncipe de Paz, e encontramos na humanidade de nosso Senhor uma fonte de consolação.

 


Página 1 de 12

Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: "Julgai todas as coisas, retende o que é bom". Louvado seja Deus!

  • Temos para download 683 Livros
  • Este site tem um total de 1610 itens publicados em Artigos

Adicionar aos Favoritos

Adicione aos Favoritos!

Estatísticas

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até julho de 2017:
871.821
Total de páginas visitadas até julho/2017:
2.252.594