Vivendo Pela Palavra

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Home Palestras O FIM DO MUNDO

O FIM DO MUNDO

E-mail Imprimir PDF

O FIM DO MUNDO

OS ACONTECIMENTOS QUE PRECEDEM O JUÍZO FINAL

Existem alguns eventos, com relação aos tempos do fim, previstos na Escritura que ainda não se cumpriram e deverão acontecer antes do dia final. Alguns dos eventos referidos por Jesus referem-se à sua vinda em poder no dia do Pentecostes, alguns outros à destruição do templo pelos romanos, mas certamente ele ensina que muitos destes acontecimentos deverão ocorrer nos tempos do fim: a grande tribulação.

Lucas 21

- 7: Perguntaram-lhe: Mestre, quando sucederá isto? E que sinal haverá de quando estas coisas estiverem para se cumprir?

 

- 8: Respondeu ele: Vede que não sejais enganados; porque muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu! E também: Chegou a hora! Não os sigais.

 

- 9: Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não vos assusteis; pois é necessário que primeiro aconteçam estas coisas, mas o fim não será logo.

- 10: Então, lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino, contra reino;

- 11: haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares, coisas espantosas e também grandes sinais do céu.

- 12-13: Antes, porém, de todas estas coisas, lançarão mão de vós e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, levando-vos à presença de reis e governadores, por causa do meu nome;

- 13-15: e isto vos acontecerá para que deis testemunho. Assentai, pois, em vosso coração de não vos preocupardes com o que haveis de responder; porque eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir, nem contradizer todos quantos se vos opuserem.

- 16-17: E sereis entregues até por vossos pais, irmãos, parentes e amigos; e matarão alguns dentre vós. De todos sereis odiados por causa do meu nome.

- 18: Contudo, não se perderá um só fio de cabelo da vossa cabeça.

- 19: É na vossa perseverança que ganhareis a vossa alma.

Não se deve confundir as exortações à vigilância e à oração com a proximidade da segunda vinda, ninguém sabe quando se dará o fim, o apóstolo Pedro diz em sua segunda carta que o tempo é algo diferente para Deus: ‘para o Senhor, um dia é como mil anos, e mil anos, como um dia’. O que é próximo para Deus pode ser muito distante para os homens, por isto Jesus ordena que os cristãos vigiem e orem o tempo todo.

Especulações: Afirmar coisas não reveladas na Escritura é especulação, este tipo de coisa deve ser evitado a todo custo, porém, teólogos e religiosos insistem em “descobrir” coisas relativas ao que irá acontecer nos últimos dias e ao que se seguirá o juízo. Estas coisas não são reveladas e os cristãos devem rejeitar especulações a este respeito.

Deuteronômio 29,29: “As coisas encobertas pertencem ao SENHOR, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos, para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei”.

Quando os apóstolos perguntaram a Jesus quando se daria o fim dos tempos receberam severa reprimenda, Jesus deixou bastante claro que não se deve procurar coisas que não estão claramente reveladas na Escritura.

Mateus 24,36: “Mas a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão o Pai”.

O apóstolo Paulo deixa bastante claro aos tessalonicenses que não se deve fazer previsões quanto ao Dia do Senhor, o final dos tempos. Conforme revelado na carta este dia virá quando menos se espera.

1 Tessalonicenses 5,2: “Pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite”.

Jesus ensina que os crentes devem estar atentos aos sinais que precedem a grande tribulação, os quais são apresentados a seguir:

Os sinais da Grande Tribulação conforme a Escritura:

1 – A conversão de Israel: tanto o Velho como o Novo Testamento falam de uma conversão nacional do povo de Israel, mas quando se analisa com cuidado os livros proféticos é fácil observar que todas as promessas de salvação referem-se ao remanescente do povo, fato este que se confirma plenamente no Novo Testamento.

Romanos 11,5: “Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça”.

A promessa de salvação do povo de Israel é claramente espiritual, não existe biblicamente a possibilidade da instauração de um reino terreno, pois a promessa é para o mundo do porvir e se refere a um remanescente que é sempre muito pequeno comparado à totalidade do povo existente.

1 Reis 19,18: “Também conservei em Israel sete mil, todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda boca que o não beijou”.

2 – A pregação do evangelho a “todas as nações”: esta pregação se refere ao simples conhecimento do evangelho, que não significa a salvação de todo o mundo.

A aceitação plena do evangelho estará sempre reservada a indivíduos, que não farão parte obrigatoriamente de um grupo, seja ele nacional, político, racial ou religioso, o único grupo do qual estes indivíduos fazem parte é da família de Deus.

Efésios 2,19: “Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus”.

Não se deve entender esta pregação como exaustiva, como se o fim do mundo e a vinda de Cristo fosse depender da pregação individual do evangelho a cada pessoa.

Se depender disto esta vinda nunca acontecerá, pois sempre existirão crianças, incapazes, fetos e indivíduos isolados que ainda não ouviram pessoalmente o evangelho, Deus é poderoso para salvar ou condenar quem ele assim o determinou, o apóstolo Paulo, considerava já naquela época o evangelho pregado em todo o mundo.

Romanos 1,8: “Primeiramente, dou graças a meu Deus, mediante Jesus Cristo, no tocante a todos vós, porque, em todo o mundo, é proclamada a vossa fé”.

3 – A Grande Tribulação: a apostasia e a tribulação estarão juntas nos últimos tempos, da mesma forma como estiveram antes da destruição do templo assim estarão no final dos tempos.

Como já foi dito, uma parte das profecias de Jesus realizou-se na destruição do templo de Jerusalém pelos romanos, mas a maioria ainda será realizada no período da grande tribulação que vai preceder o Dia do Juízo.

Esta tribulação prevista irá superar todas as perseguições já realizadas contra a igreja de Cristo porque será acompanhada de grandes sinais e prodígios que enganarão a quase todos, incluindo grande parte daqueles que consideram a si mesmos como cristãos professos.

Serão falsos mestres, guerras, rumores de guerras, catástrofes naturais como nunca visto antes - as “dores de parto” - o estertor do universo face à sua destruição iminente e o princípio da nova vida em Cristo.

Mateus 24,24: “Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos”.

Mateus 24,29: “Logo em seguida à tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento, e os poderes dos céus serão abalados”.

Este último dia será terrível, inimaginável à mente humana, as coisas que irão acontecer surpreenderão a todos e excederão a todas as expectativas, vejamos o testemunho do VT.

Isaías 13,9: “Eis que vem o Dia do SENHOR, dia cruel, com ira e ardente furor, para converter a terra em assolação e dela destruir os pecadores”.

Joel 2,31: “O sol se converterá em trevas, e a lua, em sangue, antes que venha o grande e terrível Dia do SENHOR”.

Amós 5,18: “Ai de vós que desejais o Dia do SENHOR! Para que desejais vós o Dia do SENHOR? É dia de trevas e não de luz”.

O apóstolo Pedro associa este terror do fim do mundo com a surpresa, pois ninguém conhece este dia e apesar dos sinais ele será certamente inesperado e acontecerá de forma imediata.

2 Pedro 3,10: “Virá, entretanto, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas”.

4 – A revelação do anticristo e do falso profeta: conforme já pode ser visto nas cartas do apóstolo João, os anticristos são aqueles falsos mestres que se opõe a Cristo e existem desde a igreja apostólica, mas a Escritura revela a vida do anticristo final com poderes nunca vistos em toda a história da humanidade.

Tudo leva a crer que este último e poderoso anticristo será o líder de um poder político que representará um governo único de âmbito mundial.

Apocalipse 17,17: “Porque em seu coração incutiu Deus que realizem o seu pensamento, o executem à uma e dêem à besta o reino que possuem, até que se cumpram as palavras de Deus”.

Juntamente com o Anticristo, surgirá também o falso-profeta que será um poder religioso que dará suporte ao reino político do Anticristo, o apóstolo Paulo coloca muita importância neste fato como precursor do fim dos tempos, ele chama o falso-profeta de ”homem da iniquidade”.

2 Tessalonicenses 2,3: “Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição”.

O anticristo é chamado no livro do apocalipse como “a besta”, ele terá no seu governo político o apoio de um poder religioso também mundial que será presidido pelo
falso-profeta, o homem da iniquidade, o líder a então estabelecida religião ecumênica.

Este líder religioso terá todos os poderes que lhe são dados pelo dragão, que é Satanás, e realizará prodígios e maravilhas diante de todo o povo fazendo com que eles creiam e adorem a besta.

Apocalipse 13,12: “Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada”.

No final do período da tribulação, o anticristo, a primeira besta, será derrotado pelo sopro de Cristo, e tanto o anticristo, como o falso profeta e o dragão, serão lançados no inferno de fogo junto com a morte e então virá o fim, a segunda volta de Cristo para o encerramento da história do universo e o início da nova vida prometida aos crentes de todas as épocas.

Apocalipse 19,20: “Mas a besta foi aprisionada, e com ela o falso profeta que, com os sinais feitos diante dela, seduziu aqueles que receberam a marca da besta e eram os adoradores da sua imagem. Os dois foram lançados vivos dentro do lago de fogo que arde com enxofre”.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario

busy
Última atualização em Qua, 07 de Dezembro de 2016 06:59  

Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: "Julgai todas as coisas, retende o que é bom". Louvado seja Deus!

  • Temos para download 713 Livros
  • Este site tem um total de 1649 itens publicados em Artigos

Adicionar aos Favoritos

Adicione aos Favoritos!

Estatísticas

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até outubro de 2017:
934.835
Total de páginas visitadas até setembro/2017:
2.405.646