Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até outubro de 2018:
1.035.642
Total de páginas visitadas até outubro 2018:
2.647.499

Mais Baixados

Comentários Bíblicos

1, 2 e 3 epístola de João – Série Cultura Bíblica – John Stott

PREFÁCIO DO AUTOR
Se se disser (como é muito razoável que suceda) que quem não é, em nenhum sentido, especialista em Novo Testamento não deveria atrever-se a escrever um comentário de epístolas do Novo Testamento, replicaria, em respeitosa defesa própria, que escrevi como pastor, enão como teólogo. Isso não é de todo uma desvantagem, desde que a compreensão da literatura no Novo Testamento exige algum conhecimento, não só do uso do grego, mas também da situação de uma igreja local como a subjacente às epístolas joaninas. Certamente João escreve como pastor aos de sua igreja numa linguagem que todo pastor moderno entende. Ele os ama. Está profundamente interessado em protegê-los das seduções do mundo e dos erros dos falsos mestres, e em vê-los firmes na fé, no amor e na santidade. Assim, apela para o que são e para o que sabem. Adverte-os, exorta-os, argumenta com eles, dá-lhes instruções. Tudo isso achará eco na experiência de todo pastor a quem o supremo Pastor confiou o trabalho de cuidar de um rebanho. Minha esperança é que os leitores deste comentário, embora não negligenciando as questões acadêmicas levantadas pelas epístolas, nãp esqueçam os propósitos práticos para os quais elas foram escritas.
Uma consideração mais completa de alguns dos principais problemas exegéticos da primeira epístola foi reservada para as Notas Adicionais. Mesmo assim, o comentário é mais longo do que devia, e sou grato aos editores por sua indulgente aceitação dele como se apresenta agora. Minha dívida a outros comentadores transparecerá na exposição do texto, conquanto eu tenha procurado resistir à tentação de ser apenas um servil copista de homens melhores e mais capazes.
Oro pedindo que me seja dada a graça de fazer mais que estudar estas epístolas, a saber, sujeitar-me a elas na mente e na vida. A igreja tem necessidade da sua mensagem. Tomando emprestada a fraseologia do próprio João, precisamos permanecer nela, e ver que ela permaneça em nós (2 Jo 9; 1 Jo 2:24).
J.R.W.S.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário