Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até maio de 2019:
1.086.374
Total de páginas visitadas até maio 2019:
2.895.104

Mais Baixados

Pneumatologia - Doutrina do Espírito Santo

A DOUTRINA DO ESPÍRITO SANTO NO VT – P. PRUDENTE

A DOUTRINA DO ESPÍRITO SANTO NO VELHO TESTAMENTO

INTRODUÇÃO

O valor da obra do Espírito Santo acentua-se se observarmos sua atividade no Velho Testamento. Mesmo sendo cristãos do Novo Testamento, a nossa dependência no Espírito Santo aumenta quando contemplamos suas várias obras nas vidas dos heróis da fé do Velho Testamento.

Uma outra vantagem de vermos a doutrina do Espírito Santo nos dois Testamentos é a revelação da maravilhosa unidade da Palavra de Deus. Mesmo a Bíblia nos dando uma “revelação progressiva” Paulo, em nenhum momento, contradiz a Moisés, mas refere-se a ele para que se confirme a doutrina. Tanto os escritores do Velho Testamento quanto os do Novo revelam que o Espírito de Deus é o autor de qualquer bondade que possa existir no homem.

  1. A PESSOA DO ESPÍRITO SANTO NO VELHO TESTAMENTO.

Existem vários referências ao Espírito de Deus distribuídas pelo Velho Testamento. Mesmo a doutrina da Trindade, as vezes, não estando muito clara no Velho Testamento, a personalidade e a divindade do Espirito são reveladas. No primeiro versículo da Bíblia (Gênesis 1:1), a palavra hebraica para “Deus” é usada no plural. Em Gênesis 1:2, o Espírito é expressivamente mencionado. Deus também refere-se a si mesmo no plural (Gênesis 1:26; 11:7) e, pelo menos, em um lugar as três pessoas da Trindade são mencionadas juntas (Isaías 48:16). Muitos dos títulos atribuídos ao Espirito podem ser encontrados no Velho Testamento (Salmos 51:11; Zacarias 12:10; e Jó 33:4).

  1. O ESPÍRITO SANTO NA CRIAÇÃO

Muitas das obras divinas são atribuídas às três pessoas da Trindade. Este fato também é verdadeiro na criação. Enquanto o Pai e o Filho são reconhecidos pela obra (Atos 4:24; João 1:3), o Espírito Santo não fica excluído.

  1. Ele foi ativo na criação do universo – Gênesis 1:2; Isaías 40:12-13; Jó 26:13
    B. Ele foi ativo na criação do homem – Jó 33:4
    C. Ele está ativo na preservação da natureza – Salmos 104:10-30; Isaías 40:7.

III. A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA SALVAÇÃO

Desde a queda de Adão, o homem tem permanecido num estado contínuo de depravação. Sem a influência graciosa do Espírito de Deus nunca houve um tempo em que o homem natural pudesse amar, confiar ou vir a Deus. Em todas as épocas o Espírito deve convencer (Gênesis 6:3), vivificar (Salmos 119:25), iluminar (Salmos 119:27) e conduzir a alma a Deus (Salmos 65:3-4). O Espírito Santo tem sido, sempre, o guia e o instrutor do povo de Deus (Neemias 9:20).

A crença que alguns dos crentes do Velho Testamento não tinham o Espírito Santo deve ser rejeitada. Ninguém pode negar que o dia de Pentecostes trouxe uma nova época do Espírito (João 7:37-39; 14:16-17; Atos 1:8), mesmo assim deve ser assegurado que nunca existiu um filho de Deus que fosse destituído do Espírito. A carne nunca pode produzir um Cristão (João 3:3-6; Romanos 8:7,8). Em Provérbios 1:23,2 A sabedoria promete derramar Seu Espírito sobre aqueles que atentam a sua repreensão. Enquanto Cristo estava dando ênfase a futura descida do Espírito Ele foi cauteloso dizendo que o Espírito Santo já estava com os discípulos (João 14:16-17).

  1. A sabedoria como é personificada em Provérbios, na sua maneira mais sublime, não parece ser nenhum outro senão Jesus Cristo. Compare Provérbios 1:23 com João 7:37-39. Estude especialmente a última metade de Provérbios 8. Compare também cuidadosamente Lucas 11:49 com Mateus 23:34.

Outro erro ouvido as vezes é o ensinamento que os crentes do Velho Testamento podiam perder o Espírito. Alguns usaram o caso de Saul (I Samuel 16:14) para provar esse ensinamento, mas estes estão confundindo a obra do Espírito Santo na salvação com a Sua obra ao equipar os homens para o serviço de Deus. O Espírito Santo vem aos homens e sai dos homens de várias maneiras, mas nunca em relação à salvação. Sugerir isso é o mesmo que negar a segurança tida pelo povo de Deus (Salmos 37:24).

  1. A OBRA DO ESPÍRITO NA REVELAÇÃO

Da mesma maneira que Cristo prometeu que o Espírito Santo seria nosso professor, o Espírito Santo ensinou os crentes do Velho Testamento.

  1. Ele inspirou os profetas – II Samuel 23:2; Ezequiel 2:1-2; Miquéias 3:8
    B.  Ele inspirou as Escrituras do Velho Testamento – II Pedro 1:21; Atos 1:16
    C.  Ele instruiu o povo de Deus – Neemias 9:20
  2. OS DONS ESPECIAIS DO ESPÍRITO FORAM MANIFESTADOS NO VELHO TESTAMENTO.
  3. Dons Políticos – Gênesis 41:38; Números 11:25; 27:18. Foi o Espírito de Deus quem deu a Israel Seus lideres
    B. Dons Morais.
  4. Coragem – Juízes 6:34; 11:29
    2. Indignação – I Samuel 11:6
  5. Dons Físicos.
  6. Força – juizes 14:6; 15:14
    2. Capacidade mecânica – Êxodo 31:2-5

Tudo isso deve nos ensinar o significado de Zacarias 4:6. Sem o Espírito de Deus não podemos oferecer nenhum serviço a Deus.

VI AS PROFECIAS SOBRE O ESPÍRITO NO VELHO TESTAMENTO

São frequentemente estudadas as profecias que referem-se a Cristo no Velho Testamento, mas não devemos esquecer aquelas que predizem a vinda e a obra do Espírito de Deus.

  1. Profecias sobre a obra do Espírito durante o ministério terrestre de Cristo – Isaías 61:1-3.
  2. Profecias sobre a obra do Espírito durante o reino de Cristo – Isaías 11:1-9.
  3. A profecia da descida do Espírito Santo no Dia de Pentecostes – Joel 2:28. [O autor deve mencionar que ele não considera o Pentecostes uma completa cumulação deste versículo.]
  4. Profecias sobre a futura obra do Espírito Santo com os judeus – Isaías 44:2-3; Ezequiel 37:1-14; 39:28-29; Zacarias 12:10.

 

Autor: Pr Ron Crisp
Tradução: Albano Dalla Pria
Revisão e Editoração: Calvin Gardner
Fonte: www.palavraprudente.com.br

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário