Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até agosto de 2018:
1.027.377
Total de páginas visitadas até agosto 2018:
2.623.764

Mais Baixados

Escatologia

A ESCOLA TRANSCENDENTAL – SCHLEIRMACHER – A. A. HODGE

A ESCOLA TRANSCENDENTAL – SCHLEIRMACHER

A.A. HODGE

vivendopelapalavra.com

Revisão e diagramação por: Helio Clemente

 

A teoria de Schleiermacher e da Escola Transcendental.

Ele foi pregador e professor em Halle e em Berlim de 1796 a 1831, autor de Teologia Medianeira, e inaugurou o movimento com seus Discursos sobre Religião, Dirigidos aos Instruídos Entre os que a Desprezam, 1799, e A Fé Cristã sob os Princípios da Igreja Evangélica, 1821.

Ele tomava a religião como uma espécie de sentimento, e sustentava que ela se baseia em nossa consciência constitucional de Deus, a qual consiste, segundo ele, do lado intelectual numa intuição de Deus, e do lado emocional, num sentimento de dependência absoluta. O cristianismo consiste naquela forma especifica dessa consciência religiosa constitucional que foi gerada no peito de seus discípulos pelo Deus homem, Jesus Cristo.

E assim como a consciência humana, em geral, é gerada em cada indivíduo pelas suas relações sociais, assim, a consciência cristã, em geral, é gerada em comunhão com aquela sociedade (a Igreja) que Cristo fundou e da qual ele e o centro da vida. E assim como as instituições comuns dos homens é aquilo para o que se apela em ultimo recurso, em todas as questões dos conhecimentos naturais, assim também a comum consciência cristã da Igreja é aquilo para o que devemos apelar em todas as questões da fé cristã, a qual, na sua totalidade, e não as Escrituras, é a regra de fé.

OBJEÇÔES:

(1) Esta doutrina não condiz com a natureza do cristianismo que, como sistema remediador, baseia-se em certos fatos históricos, os quais, é necessário que saibamos para que se tornem eficazes, e dos quais podemos ter conhecimento certo só por meio de uma revelação sobrenatural. Nenhuma forma de intuição no-los pode ensinar.

(2) Não condiz com a convicção uniforme dos cristãos: de que o cristianismo é um sistema de fatos e princípios revelados divinamente.

(3) Não nos dá nenhum critério da verdade. Se essa doutrina fosse verdadeira, todas as diversas doutrinas dos diversos partidos da Igreja seriam, necessárias e tão-somente, outras tantas variações conciliáveis da mesma verdade fundamental.

(4) Não condiz com o que ensinam as Escrituras Sagradas, que ela é a Palavra de Deus; nem com o que ensina explicitamente, quanto a sua natureza – que ela é uma revelação, comunicando verdades objetivas; e quanto à necessidade para a salvação das verdades assim comunicadas.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário