Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até maio de 2019:
1.086.374
Total de páginas visitadas até maio 2019:
2.895.104

Mais Baixados

Natureza de Deus

A EXISTÊNCIA DAS COISAS E A ETERNIDADE

A existência das coisas e a eternidade

vivendopelapalavra.com

Por: Helio Clemente

 

Nada existe por si mesmo, portanto, nada tem existência própria, a vontade de Deus é que as coisas existam e não a existência das coisas, desta forma, todas as coisas vêm à existência apenas no momento em que foram criadas, não são preexistentes à criação, mas são eternamente existentes na mente de Deus.

Estas idéias das coisas criadas estão na mente de Deus desde toda eternidade, desta forma, o mais correto seria dizer que o mundo foi trazido à existência, e não criado, pois o mundo já existia, antes da criação, na mente de Deus, e só veio a existir pela vontade de Deus, não tendo existência própria, e será totalmente destruído no dia do Julgamento Final.

Isaías 46, 9-10: “Lembrai-vos das coisas passadas da antiguidade: que eu sou Deus, e não há outro, eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; que desde o princípio anuncio o que há de acontecer e desde a antiguidade, as coisas que ainda não sucederam; que digo: o meu conselho permanecerá de pé, farei toda a minha vontade”.

O princípio da criação é o princípio do tempo, o propósito de Deus na criação está sendo completado no decorrer deste tempo, porém o conselho de Deus permanece para sempre, Ele conhece tudo ao mesmo tempo, de nada pode ser informado, pois conhece de antemão todas as coisas.

Salmo 33,11: “O conselho do SENHOR dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações”.

Não é lícito especular sobre os tempos do fim ou do princípio, pois tudo isto está além da capacidade de entendimento do homem. Quando os discípulos perguntaram a Jesus sobre quando se dariam estes tempos, foram repreendidos e não receberam a revelação.

Atos 1,7: “Respondeu-lhes: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade”.

O profeta Amós também faz séria advertência para aqueles que desejam conhecer antecipadamente o Dia do Senhor.

Amós 5,18: “Ai de vós que desejais o Dia do SENHOR! Para que desejais vós o Dia do SENHOR? É dia de trevas e não de luz”.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário