Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até novembro de 2018:
1.040.321
Total de páginas visitadas até novembro 2018:
2.664.026

Mais Baixados

Doutrina da salvação

ARREPENDIMENTO E CONVERSÃO

O ARREPENDIMENTO NA CONVERSÃO

vivendopelapalavra.com

Por: Helio Clemente

 

O verdadeiro arrependimento não é apenas mental ou emocional, mas envolve três aspectos que não podem ser ignorados.

– O aspecto mental, ou intelectual: O conhecimento do pecado envolvendo culpa e necessidade de punição é a primeira fase do arrependimento real, se este conhecimento não traz em si uma aversão profunda ao pecado ele não é real. É o caso do arrependimento pelo temor do castigo, este arrependimento não traz em si o amor a Deus e à Palavra e não é real de forma alguma. Da mesma forma, todo aquele que se considera capaz de arrependimento por sua própria justiça ignora o poder de Deus na salvação, não está de fato convertido.

Romanos 2,4: “Ou desprezas a riqueza da sua bondade, e tolerância, e longanimidade, ignorando que a bondade de Deus é que te conduz ao arrependimento?”.

– O aspecto da vontade: Através do conhecimento e da aversão ao pecado acontece a mudança na vontade do homem, que passa a ser orientada, sempre pelo Espírito, em uma disposição favorável à obediência e ao amor à Palavra. A este respeito, a melhor definição possível foi dada por um dramaturgo inglês, ateu, veja abaixo:

George Bernard Shaw: “A verdadeira virtude não está em evitar o pecado, mas em não desejá-lo”.

– O aspecto emocional: Não se pode negar uma mudança emocional que provém do arrependimento: O ódio ao pecado. Uma tristeza profunda por uma vida decaída e ao mesmo tempo alegria e esperança em Cristo.

2 Coríntios 7,11: “Porque quanto cuidado não produziu isto mesmo em vós que, segundo Deus, fostes contristados! Que defesa, que indignação, que temor, que saudades, que zelo, que vindita! Em tudo destes prova de estardes inocentes neste assunto”.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário