Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até julho de 2018:
1.023.480
Total de páginas visitadas até julho 2018:
2.615.642

Mais Baixados

Escatologia

AS ÚLTIMAS COISAS – HELIO

AS ÚLTIMAS COISAS – ESCATOLOGIA (INTRODUÇÃO)

vivendopelapalavra.com

Por: Helio Clemente

Existe em todas as raças e culturas uma preocupação com a origem e a destinação final do homem, isto é inegável à vista da religiosidade dos povos mais primitivos que existem, todos possuem algum conceito sobre a origem do homem e a vida após a morte. Todas estas culturas acreditam que a vida continua, de alguma forma, em outro estado de existência espiritual após a morte física do homem.

Esta questão da vida em outro estado de existência após a morte não é apenas uma questão religiosa, mas algo que tem ocupado as especulações de filósofos e religiosos ao longo de toda a história da humanidade.As antigas religiões orientais eram panteístas e ensinavam a imortalidade da alma, que migrava de um corpo falecido a outro em nascimento, sempre em contínuo aperfeiçoamento até atingir o estado final de perfeição através das inumeráveis transmigrações corpóreas.

Na história da filosofia podemos achar em Platão o ensino formal da imortalidade da alma, doutrina que persistiu, com raras exceções, entre os filósofos de todos os tempos e nacionalidades até a época atual.

Não existe nenhuma constatação de que alguma nação, civilização ou tribo indígena, durante toda a história da humanidade, não tenha alimentado a crença de que a alma sobrevive à morte do homem, pode-se mesmo afirmar que esta crença é universal. Os ateus materialistas modernos que negam a existência da alma e da vida após a morte são proporcionalmente muito poucos e fazem parte destas culturas que acreditam na imortalidade da alma.

Os índios do alto Xingu fazem anualmente o ritual do Quarup, que se destina ao culto das almas dos mortos durante o ano que passou, os budistas tem o seu Nirvana, os índios americanos os campos eternos de caça, os Islâmicos tem o seu paraíso, a mitologia grega tinha o Hades e Os Campos Elíseos e o culto aos antepassados está presente em todas as culturas indígenas de todo o mundo por mais primitivas que sejam.

ESCATOLOGIA REFORMADA

A escatologia reformada é baseada em uma série de princípios que devem ser plenamente justificados à luz da Escritura, por este motivo, é preciso em primeiro lugar, estabelecer estes princípios básicos, nos quais estão formulados os estudos escatológicos, conforme a ótica da Teologia Reformada baseada estritamente na Escritura.

Complementando esta introdução é preciso dizer que a Reforma não trouxe nenhuma novidade à doutrina cristã, pelo contrário, a Reforma foi um movimento de volta à fidelidade bíblica do cristianismo apostólico em contrapartida ao abandono da Palavra pela igreja romana.

Os reformadores desenvolveram a doutrina das últimas coisas com base na ideia da salvação, mantendo os princípios da igreja primitiva e descartando definitivamente a ideia do Quiliasmo.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário