Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até setembro de 2018:
1.031.328
Total de páginas visitadas até setembro 2018:
2.632.612

Mais Baixados

Filosofia

DISCURSO PRELIMINAR SOBRE O ESPÍRITO POSITIVO – A. COMTE

Esta tradução baseia-se no texto francês da edição clássica publicada pela Sociedade Positivista Internacional em 1914. Discurso sobre o espírito positivo é publicado no início da fase considerada como a maturidade de Comte, que culminaria na admissão cada vez maior de elementos afetivos e subjetivos, levando ao desenvolvimento da Religião da Humanidade, cujas igrejas foram cenário de congregações centrais para, por exemplo, o movimento republicano brasileiro. O próprio filósofo contextualiza sua obra no período de decadência da sociedade teológica, com a substituição do poder sacerdotal pelo científico, numa disputa com o espírito metafísico, representado principalmente pelos economistas liberais. Seu Discurso segue um percurso sintético de apresentação sistemática do positivismo, para então estabelecer o método didático e as condições sociais e morais necessárias para sua implementação e universalização. Ao fundar o positivismo como religião imanente, pretende que este realize justamente a função universal de farol moral da humanidade, orientando seus impulsos afetivos no sentido do altruísmo e do culto aos grandes feitos humanos de toda a história, capaz de unir as sociedades. Uma leitura que contextualize o autor e não se deixe assustar por certos elementos datados em seu pensamento permite compreender a atualidade de Comte, apreciar dimensões de seu positivismo ainda hoje eclipsadas pelo gigantismo de seu próprio vulto, e sua influência inegável sobre o desenvolvimento da sociologia, da qual ocupa o “salão nobre” como fundador.

“Auguste Comte propõe-se, neste Discurso, a caracterizar a natureza e o destino do espírito positivo; a avaliar, sob todos os aspectos essenciais, a extrema importância mental, social e moral da vulgarização judiciosa das concepções reais, as únicas capazes de organizar convicções duráveis e unânimes. O pensador, que domina com tanta eminência a evolução filosófica contemporânea, faz aqui a apologia do bom senso universal.”

Ordem e Progresso, o subtítulo desta obra, deu origem ao lema presente na bandeira do Brasil. Os ideais da doutrina positivista de Auguste Comte –Amor como princípio, Ordem como base e Progresso como objetivo– inspiraram não apenas a proclamação da República no Brasil, em 1889, como os atos que a ela se sucederam, tais como: a separação entre Igreja e Estado, o estabelecimento do casamento civil, o fim do anonimato na imprensa e a reforma educacional.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário