Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até agosto de 2018:
1.027.377
Total de páginas visitadas até agosto 2018:
2.623.764

Mais Baixados

APOCALIPSE – COMENTÁRIO ESPERANÇA


Version
Download 7
Total Views 10
Stock
File Size 2 MB
File Type
Create Date 3 meses atrás
Last Updated 07/07/2018
Download

PREFÁCIO DO AUTOR
Podemos considerar significativa uma pequena curiosidade da estatística de palavras do Apocalipse de João: em menos de cada dez palavras, o livro traz o termo de adição ―e‖, pelo qual o fio narrativo e a inflexão da voz jamais são rompidos. Pelo contrário, faz com que continuamente o anterior seja alçado ao subseqüente. Assim, o Apocalipse constitui um único escrito ardente e contagiante, ao qual os primeiros destinatários deviam expor-se num consistente serviço a Deus. Nenhum escrito no Novo Testamento requer tão intensamente que seja ouvido em uma seqüência contínua. Daí resultam, para um comentário, mais referências a textos posteriores e anteriores do que comumente, bem como maior necessidade de estabelecer visões panorâmicas e ligações. Um leitor que aplica o comentário com demasiada especificidade a um texto recortado, ou que o consulta apenas para um interesse singular, facilmente comete equívocos.
A tão necessária seção sobre a estrutura geral da carta, está inserida abaixo, no item H. Quando apresentamos nossas traduções próprias do texto, em estreita adesão à estrutura do texto grego, é exigida bastante flexibilidade do nosso senso lingüístico. Contudo, no âmbito de um comentário é útil permitir a percepção exata da concepção do texto que foi tomada como base.
Quando me pergunto se houve algum fio condutor que me orientou durante o trabalho, deparo-me com a circunstância de que a incumbência me foi dada no ano em que guardei luto por meu pai, quando este partira para a eternidade. Em uma inesquecível concentração joanina ele nos testemunhou de Cristo, passando agora, após silenciar, a falar com marcante eloqüência. O juízo preliminar do presente comentário é que o Senhor Jesus Cristo nos foi colocado por Deus como sabedoria que abarca tudo.
A redação foi acompanhada por um ouvido cada vez mais apreensivo para com os rumores do mundo atual. Ao lidarmos com o Apocalipse, importa que coloquemos em xeque nossa própria compreensão do presente e que talvez a deixemos ser inteiramente reestruturada.
Pude perceber, desde os primeiros contatos, uma verdadeira coragem de fé por parte do editor da Wuppertaler Studienbibel, Dr. Werner de Boor, e do publicador, Sr. R. Brockhaus. Realmente ajudaram-me mais que um autor poderia esperar. Também meu irmão, Helmut Pohl, revisou de bom grado todo o manuscrito, aconselhando-me em inúmeros detalhes. A todos eles desejo agradecer de coração.
Buckow, janeiro de 1969
Adolf Pohl

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário