Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até abril de 2018:
1.014.252
Total de páginas visitadas até abril 2018:
2.591.717

Mais Baixados

Comentários Bíblicos

GÁLATAS 5,22

GÁLATAS 5,22 – CALVINO

vivendopelapalavra.com

Revisão e comentário: Helio Clemente

 

Gálatas 5,22: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade…”.

Calvino:

“Mas o fruto do Espírito”: Justamente como havia condenado toda a natureza humana por não produzir nada senão frutos nocivos e indignos, agora o apóstolo nos diz que todas as virtudes, todas as boas e bem ordenadas afeições procedem do Espírito, ou seja, da graça de Deus e da natureza renovada que recebemos de Cristo.

Como se houvera dito: “Nada, senão o mal, procede do homem; nada de bom pode proceder senão  do Espírito Santo”.

Pois ainda que às vezes surjam nos homens não regenerados notáveis exemplos de nobreza, fidelidade, temperança e generosidade, o fato é que não passam de marcas ilusórias. Curio e Fabricio foram famosos por sua coragem; Cato, por sua temperança; Scipio, por sua bondade e generosidade; Fabio, por sua paciência. Mas tudo isso era apenas aos olhos dos homens e como membros da sociedade. Aos olhos de Deus, nada é puro senão o que procede da fonte de toda a pureza.

“Alegria”

Romanos 14,17: “Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo”.

Não tomo alegria, aqui, no sentido de Romanos 14,17 – mas como aquele bom humor para com nossos companheiros, o qual é o oposto de melancolia. A fé é usada para verdade, e é contrastada com astúcia, engano e falsidade.

Esta alegria é “no Senhor” como diz o apóstolo, ou seja, alegria que provém do conhecimento de Deus e de Jesus Cristo e não a alegria do mundo e das obras da carne. Contraste esta alegria preconizada aos filipenses com a séria advertência que Paulo apresenta aos coríntios quanto às contendas (ver abaixo).

Filipenses 3,1: “Quanto ao mais, irmãos meus, alegrai-vos no Senhor. A mim, não me desgosta e é segurança para vós outros que eu escreva as mesmas coisas”.

“Paz”

A paz, contrasto com rixas e contendas.

Calvino contrasta a paz preconizada pelo apóstolo com as rixas e contendas; por motivo destas contendas, já existentes na igreja primitiva, Paulo chama a atenção dos Coríntios de maneira veemente. A paz e a ordem nas igrejas eram uma preocupação constante do apóstolo.

Coríntios 3,3: “Porquanto, havendo entre vós ciúmes e contendas, não é assim que sois carnais e andais segundo o homem?”.

“Longanimidade”

Longanimidade (paciência) é a suavidade da mente, a qual nos dispõe a levar tudo com otimismo, não permitindo a suscetibilidade. O restante é óbvio, pois a condição da mente se abre a parte de seu fruto. Pode-se perguntar, porém, que juízo formaremos dos perversos e idólatras que, não obstante, exibem extraordinária semelhança de virtudes. Pois pelo prisma de suas obras parecem espirituais.

Eis minha resposta:

Nem todas as obras da carne despontam numa pessoa carnal; mas sua carnalidade é exibida por um ou outro vício; assim como uma pessoa não pode ser tida como espiritual pelo prisma de uma única virtude (a pessoa não pode ser considerada carnal por um único vício).

Às vezes se fará óbvio à luz de outros vícios que a carne reina em tal pessoa; e isso é facilmente visto em todos aqueles a quem mencionamos.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 66 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário