Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até agosto de 2019:
1.126.243
Total de páginas visitadas até agosto 2019:
3.112.596

Mais Baixados

Literatura clássica

LUCÍOLA – José de Alencar

SINOPSE

Na melhor tradição romântica, Lucíola é um livro onde se debatem paixões tórridas e contraditórias. O amor que não resiste às barreiras sociais e morais. Assim é o romance da bela Lúcia, a mais rica e cobiçada cortesã do Rio de Janeiro, e Paulo, um jovem modesto e frágil. Um romance que sacode a corte e provoca um excitado burburinho na sociedade.

De um lado a mulher que, sendo de todos, jurava não prender-se a nenhum homem, de outro o homem em dúvida entre o amor e o preconceito.José de Alencar utiliza este instigante argumento para descrever a enorme atração física entre um homem e uma mulher.

A pena moralizadora do escritor busca a idealização espiritual da prostituta que quer se modificar e a alma pura de Paulo cuja amor arrebatador supera todas as barreiras. Lucíola é um dos mais curiosos trabalhos de José de Alencar. Há nele um clima de sensualidade constante combinado com o ardor e sofrimento, bem no clima da literatura romântica que predominava na segunda metade do século passado quando foi escrito este romance.

JOSÉ DE ALENCAR

José Martiniano de Alencar nasceu em 1829, em Messejana, Ceará. Cursou Direito na Faculdade do Largo São Francisco, em São Paulo, com passagens pela Faculdade de Olinda, Pernambuco. Participou ativamente da vida política nacional e, paralelamente, dedicou-se com entusiasmo à literatura e ao jornalismo. Começou no jornalismo em 1854 e, dois anos depois, estreava na ficção com o romance Cinco minutos. Em 1857 lança em livro sua obra mais importante, O guarani, anteriormente publicado em folhetim. Iracema, um clássico da prosa indianista, foi publicado em 1865, e seus últimos romances, Senhora e O sertanejo, dez anos depois. Escreveu crônicas, crítica literária, peças de teatro, mas destacou-se, mesmo, como o autor mais importante do nosso Romantismo. José de Alencar foi chamado de “o patriarca da literatura brasileira” por ter sido o verdadeiro criador do romance brasileiro. Já considerado um dos maiores escritores brasileiros de todos os tempos, morreu no Rio de Janeiro, em 1877, vitimado pela tuberculose aos 48 anos.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário