Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até setembro de 2019:
1.142.054
Total de páginas visitadas até setembro 2019:
3.190.104

Mais Baixados

Comentários Bíblicos

Mateus – Introdução e Comentário

Prefácio do Autor
Neste comentário comparativamente curto sobre um dos mais longos
Evangelhos, não fiz nenhuma tentativa de tratar de qualquer detalhe
de assuntos como o problema Sinótico ou Crítica da Forma, confinando
minha atenção quase exclusivamente à interpretação do texto.
Um dos mais negativos resultados da aceitação geral por parte dos
estudiosos, da hipótese de ser o Evangelho de Marcos o mais antigo dos
Evangelhos canônicos, tem sido um relativo descrédito, em muitos grupos,
do Evangelho de Mateus como autoridade respeitável para as coisas
que Jesus fez, além de uma tendência para avaliá-lo quase exclusivamente
pelo grande número daquilo que o Mestre disse e que este Evangelho registra tão sistematicamente.
Esforcei-me no presente comentário para recompor o equilíbrio e fazer justiça tanto à tradição cristã primitiva como ao que poderão ser as conclusões mais razoáveis dos modernos conhecimentos. A tarefa não foi fácil e reconhecidamente agradeço a ajuda que recebi, em meus esforços para cumpri-la, da parte de muitos escritores, inclusive alguns importantes especialistas Católico-Romanos, cuja avaliação de Mateus deve ser mais aceitável em muitos aspectos aos evangélicos conservadores do que a de alguns críticos protestantes liberais.
Como este é o primeiro volume desta série a aparecer desde a publicação
em março de 1961 do Novo Testamento da “Nova Bíblia Inglesa”, resolvi dedicar um curto Apêndice à consideração de seus aspectos mais salientes relativos ao Evangelho de Mateus.
R. V. G. Tasker

Prefácio Geral
Em nossos dias, todos os interessados no ensino e no estudo do
Novo Testamento não podem deixar de preocupar-se com a falta de comentários que evitem extremos de serem excessivamente técnicos ou excessivamente breves, deixando de ser úteis. Este editor espera, bem como
a publicadora, que a presente série faça algo para suprir tal deficiência.
Seu objetivo é colocar na mão dos estudiosos e dos leitores sinceros do Novo Testamento, a um custo moderado, comentários escritos por um certo número de especialistas que, conquanto sejam livres para dar sua própria contribuição individual, estejam unidos no desejo comum de desenvolver uma teologia verdadeiramente biblica.
Os comentários são primariamente exegéticos e apenas secundariamente homiléticos, embora seja de esperar que, tanto o estudante como o pregador, os achem ricos em informações e sugestões. Questões criticas são amplamente examinadas em seções introdutórias ou, quando o autor preferir, em notas adicionais.
Os comentários são baseados na Versão Autorizada (Authorized Version — King James), em parte porque esta é a versão que a maioria dos leitores da Bíblia possui, e em parte porque é mais fácil para os comentaristas, trabalhando nesta base, mostrar por que, à luz de razões textuais e lingüísticas, as versões posteriores devem ser preferidas.
Nenhuma tradução é considerada infalível e nenhum manuscrito grego em particular, ou grupo de manuscritos, é considerado sempre correto?
As palavras gregas são transliteradas para ajudar os que não estejam familiarizados com a lingua, bem como para evitar aos que conhecem o grego a preocupação de descobrir qual a palavra em discussão.
Há muitos sinais hoje de um renovado interesse pelo que a Bíblia tem a dizer e também um desejo mais generalizado de compreender seu significado tão completa e claramente quanto possível. A esperança de todos os promotores desta série é a de que Deus possa usar graciosa mente o que escreveram para atingir este fim.
R. V. G. Tasker

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário