Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até maio de 2018:
1.019.106
Total de páginas visitadas até maio 2018:
2.605.201

Mais Baixados

Cristologia

O ANJO DO SENHOR

O Anjo do SENHOR

vivendopelapalavra.com

Por: Helio Clemente

 

O anjo de Deus no Velho Testamento recebe um tratamento e veneração que sugere que ele seja YAHWEH, mas ao mesmo tempo distinto de Deus, ele aparece em forma de um Anjo a Agar, Abraão, Moisés, Balaão, Gideão, Manoá, Josué e Davi.

Assim ele diz a Abraão:

Gênesis 16,10: “Disse-lhe mais o Anjo do SENHOR: Multiplicarei sobremodo a tua descendência, de maneira que, por numerosa, não será contada”.

Quando o Anjo do SENHOR aparece a Manoá e sua esposa para anunciar o nascimento de Sansão, eles percebem claramente que se trata de YAHWEH, e temem pela sua vida. Neste episódio o Anjo aceita o sacrifício e quando perguntado pelo seu nome ele responde que o seu nome é maravilhoso, o que é próprio somente do nome de Deus.

Juízes 13,18: “Respondeu-lhe o Anjo do SENHOR e lhe disse: Por que perguntas assim pelo meu nome, que é maravilhoso?”.

Quando Davi e os anciãos de Jerusalém têm a visão do Anjo de SENHOR eles se prostram ao solo e adoram ao Anjo que aceita a adoração, provando mais uma vez que se trata de uma manifestação do Verbo de Deus, Cristo, exercendo previamente seu papel de intermediário entre Deus e os homens.

1 Crônicas 21,16: “Levantando Davi os olhos, viu o Anjo do SENHOR, que estava entre a terra e o céu, com a espada desembainhada na mão estendida contra Jerusalém; então, Davi e os anciãos, cobertos de panos de saco, se prostraram com o rosto em terra”.

Nestes versos de Malaquias o Anjo da Aliança é apresentado como o Senhor (Adonai) que é uma designação que os judeus usavam para YAHWEH cujo nome não deveria ser pronunciado.

Malaquias 3,1: “Eis que eu envio o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de mim; de repente, virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais, o Anjo da Aliança, a quem vós desejais; eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos”.

Institutas, Livro I, Capítulo XII: Ainda mais clara e taxativa é a passagem de Malaquias [3.1] em que promete que o Dominador, que era então buscado, haveria de vir a seu templo. Sem dúvida que somente ao Deus supremo foi sagrado o templo, o que, no entanto, o Profeta reivindica para Cristo. Do que se segue que Cristo é o mesmo Deus que foi sempre adorado entre os judeus.

Nestes versos abaixo de Zacarias, ele conversa com o anjo que vai medir Jerusalém, o outro anjo que sai a falar com ele se identifica como SENHOR (YAHWEH) de forma clara e indiscutível:

Zacarias 1-5: “Tornei a levantar os olhos e vi, e eis um homem que tinha na mão um cordel de medir. Então, perguntei: para onde vais tu? Ele me respondeu: Medir Jerusalém, para ver qual é a sua largura e qual o seu comprimento. Eis que saiu o anjo que falava comigo, e outro anjo lhe saiu ao encontro. E lhe disse: Corre, fala a este jovem: Jerusalém será habitada como as aldeias sem muros, por causa da multidão de homens e animais que haverá nela. Pois eu lhe serei, diz o SENHOR, um muro de fogo em redor e eu mesmo serei, no meio dela, a sua glória”.

Façamos agora um paralelo entre a passagem de Isaías onde Deus jura por si mesmo e diz que todo joelho se dobrará e toda língua jurará. Vejamos a quem Paulo compara este Deus (YAHWEH) que jura desta forma:

Isaías 45,23: “Por mim mesmo tenho jurado; da minha boca saiu o que é justo, e a minha palavra não tornará atrás. Diante de mim se dobrará todo joelho, e jurará toda língua”.

Aqui, em Romanos, Paulo primeiramente apresenta Cristo como Senhor, e na sequência atribui a ele o juramento feito no Velho Testamento.

Romanos 14,9-11: “Foi precisamente para esse fim que Cristo morreu e ressurgiu: para ser Senhor tanto de mortos como de vivos. Tu, porém, por que julgas teu irmão? E tu, por que desprezas o teu? Pois todos compareceremos perante o tribunal de Deus. Como está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua dará louvores a Deus”.

Na Carta aos Filipenses, Paulo coloca o nome de Jesus Cristo clara e diretamente como sendo aquele que fez o juramento no Velho Testamento.

Filipenses 2,10: “Para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra”.

Conclusão: O SENHOR (YAHWEH), a quem os Judeus adoravam no Velho Testamento não é ninguém menos que Cristo: É o que afirmam os profetas, é o que afirma Calvino e corrobora com eles o apóstolo Paulo.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 66 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

1 comentou

Clique aqui para enviar um comentário