Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até junho de 2020:
1.261.620
Total de páginas visitadas até junho de 2020:
3.849.764

Mais baixados

O chamado de Zaqueu
Jesus ia para Jerusalém, disse aos discípulos que teria que passar por Jericó, esta era uma cidade amaldiçoada, como também os publicanos, que eram odiados pelos judeus e desprezados pelos romanos.
Doutrina da salvação

O CHAMADO DE ZAQUEU

Icon

O CHAMADO DE ZAQUEU 17 KB 23 downloads

...

vivendopelapalavra.com

Por: Helio Clemente

Jesus ia para Jerusalém, disse aos discípulos que teria que passar por Jericó, esta era uma cidade amaldiçoada, como também os publicanos, que eram odiados pelos judeus e desprezados pelos romanos. Ora, Zaqueu era publicano, era desonesto, era cruel, acreditava no poder das riquezas e morava em Jericó.

Lucas 19,1-3: “Entrando em Jericó, atravessava Jesus a cidade. Eis que um homem, chamado Zaqueu, maioral dos publicanos e rico, procurava ver quem era Jesus, mas não podia, por causa da multidão, por ser ele de pequena estatura”.

Deus, porém, tinha outros planos para ele: Um chamado. Movido por este chamado Zaqueu desejava ver Jesus; ele era de baixa estatura, a multidão comprimia as pessoas, Jesus se vestia de maneira comum e dificilmente era distinguido na multidão, mas Zaqueu, já velho, sobe em uma árvore e ali permanece junto aos garotos. Jesus é quem faz o chamado, quando decidiu passar por Jericó, ele sabia que Zaqueu estaria ali.

Lucas 19,5: “Quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, pois me convém ficar hoje em tua casa”.

Conforme o pensamento religioso judeu, Zaqueu seria a última pessoa a ser salva em toda Palestina, mas Deus não chama ninguém pelo merecimento, mas somente conforme sua graça. O que disse Jesus aos fariseus a este respeito?

Mateus 21,31: “Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram: O segundo. Declarou-lhes Jesus: Em verdade vos digo que publicanos e meretrizes vos precedem (*) no reino de Deus”.

(*): Publicanos (cobradores de impostos corruptos) e meretrizes vos precedem: precedem aos falsos religiosos, moralistas e confiantes em seu mérito e justiça própria.

Conforme figuração de Spurgeon, os homens têm subido na árvore de suas próprias boas obras, nos galhos de sua justiça própria e confiado na vontade e no poder do homem. Jesus olha para cima e ordena: Desce!  Deus não chama multidões, mas um a um, somente pelo chamado eficaz o homem desce da árvore de sua própria justiça.

2 Timóteo 1,9: “Que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme a sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos”.

O chamado é uma ordem:

Jesus não pede nada a ninguém, ordena, pois ele é Deus, soberano e todo-poderoso.

Jesus viu a Simão e André no lago e diz: “Vinde após mim…”.

Mateus 4,20: “Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram”.

Logo adiante viu a João e Tiago, e chamou-os.

Mateus 4,22: “Então, eles, no mesmo instante, deixando o barco e seu pai, o seguiram”.

A Mateus, na coletoria:

Mateus 9,9: “Partindo Jesus dali, viu um homem chamado Mateus sentado na coletoria e disse-lhe: Segue-me! Ele se levantou e o seguiu”.

O chamado de Deus é uma ordem, não é para depois, é para hoje e não depende da vontade do homem, aquele que deixa para depois ainda não foi chamado. Quem é chamado atende prontamente, é uma ordem de Deus, o chamado é irresistível. Da mesma forma como um homem natural não consegue por si mesmo desejar ou fazer algo pela sua salvação, o chamado de Deus é eficaz e irresistível, não existe meio caminho, ou o homem é chamado ou permanece em seus delitos e pecados, mas, e Zaqueu?

Lucas 19,6: “Ele desceu a toda a pressa e o recebeu com alegria”.

Os judeus estavam inconformados com o fato de Jesus se hospedar na casa de um publicano, conforme o pensamento vigente, os judeus religiosos e da alta classe política se julgavam os únicos dignos do reino de Deus, mas quando Jesus disse, acima, que publicanos e meretrizes os precederiam, ele sabia o que estava falando, pois ele mesmo é quem faz o chamado conforme a escolha soberana do Pai, nenhum homem tem em si mesmo mérito para a salvação, somente a decisão divina leva ao homem a graça e a misericórdia de Deus, pois todos são pecadores.

Lucas 19,7: “Todos os que viram isto murmuravam, dizendo que ele se hospedara com homem pecador”.

A doutrina da graça não significa que o homem não pode resistir ao Espírito Santo, o homem natural irá sempre resistir e se opor a Deus e às coisas do Espírito, o chamado eficaz significa que Deus tem o poder e irá sobrepujar toda resistência ao Espírito no seu eleito e tornar sua influência efetiva e irresistível. Isto significa que eles resistem a princípio, mas no final, vão realizar a vontade de Deus de qualquer forma.

De maneira específica, pode-se definir a graça irresistível como uma manifestação da soberania de Deus, sobrepujando a rebelião voluntária do homem caído para levá-lo à fé em Jesus Cristo afim de que seja salvo: A justificação precede a fé.

Filipenses 2,13: “Porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade”.

O chamado eficaz não significa que Deus irá forçar uma pessoa a crer contra sua vontade, mas através deste chamado, esta pessoa irá considerar a pregação do evangelho e o testemunho de Cristo como racional e desejável, representando seus melhores interesses.

João 1,13: “Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus”.

O chamado produz frutos:

O chamado de Deus é eficaz, e acima de tudo, é preciso deixar claro que este chamado produz frutos. Zaqueu abriu sua porta, serviu sua mesa, seu coração se tornou generoso; ele distribui quase todos os seus bens, na noite seguinte ele dormiu mais pobre, porém com certeza justificado.

Lucas 19,8-10: “Entrementes, Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: Senhor, resolvo dar aos pobres a metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais. Então, Jesus lhe disse: Hoje, houve salvação nesta casa, pois que também este é filho de Abraão. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido”.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário