Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até agosto de 2018:
1.027.377
Total de páginas visitadas até agosto 2018:
2.623.764

Mais Baixados

Doutrina da salvação

ORDO SALUTIS

Ordo salutis – a ordem da salvação

vivendopelapalavra.com

Por: Helio Clemente

 

A salvação pela graça não é uma novidade do Novo Testamento, todos os crentes do Velho Testamento e de toda história da humanidade foram salvos pela graça de Deus em Cristo, pois o Livro da Vida do Cordeiro está escrito desde a fundação do mundo:

Apocalipse 17,8: “A besta que viste, era e não é, está para emergir do abismo e caminha para a destruição. E aqueles que habitam sobre a terra, cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida desde a fundação do mundo, se admirarão, vendo a besta que era e não é, mas aparecerá”.

Calvino – Institutas, Livro II: “Primeiro, sustentemos que a meta proposta aos judeus não foi opulência carnal e felicidade, a que supinamente aspirassem, mas, ao contrário, que foram eles adotados à esperança da imortalidade e que a realidade desta adoção lhes foi certificada, seja por divinas comunicações, seja pela lei, seja pelos profetas. Segundo, que o pacto mediante o qual foram coligados ao Senhor não se fundamenta em quaisquer méritos seus, mas unicamente na misericórdia de Deus, que os chamou. Terceiro, que eles não só tiveram, mas também conheceram a Cristo como o Mediador, através de quem tanto fossem unidos a Deus, quanto fossem eles possuidores de suas promessas”.

Ordo Salutis (ordem da salvação): Ao mesmo tempo em que a salvação é definitiva e eterna, podemos reconhecer várias fases neste processo, de forma que a aplicação da redenção segue, como norma geral, uma ordem lógica e definida:

Chamado eficaz – justificação – arrependimento para vida – fé em Cristo – adoção – regeneração – glorificação.

Os homens mortais só têm uma oportunidade de salvação: A eleição. Por ela, Deus, em sua infinita misericórdia os escolhe na eternidade, justifica-os, concede-lhes a bênção da regeneração, vincula-os a seu Filho e se torna o seu Pai por adoção, como tal, conserva-os em seu seio, protegidos espiritualmente; a certeza da salvação procede desta filiação.

A paternidade biológica pode ser rejeitada, mas não negada, o descendente traz no seu organismo e natureza a herança de seus ancestrais. A paternidade espiritual é algo semelhante, porém mais radical e profunda: É inegável e irrecusável, uma vez filho, eternamente filho.

Romanos 8,29-30: “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou”.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário