Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até maio de 2018:
1.019.106
Total de páginas visitadas até maio 2018:
2.605.201

Mais Baixados

Natureza de Deus

OS NOMES DE DEUS

OS NOMES DE DEUS

vivendopelapalavra.com

Por: Helio Clemente

 

Na antiguidade os nomes pessoais tinham um significado muito mais intenso, o nome era a própria pessoa, que desta forma tinha uma identificação muito forte com o seu próprio nome. Muito mais com relação a Deus, a ligação de Deus com os seus nomes era tão forte que os hebreus proibiam qualquer pessoa de pronunciar o nome YAHWEH, que era escrito somente com consoantes para evitar a pronúncia do nome (YHWH).

Os nomes próprios de Deus

Os nomes próprios de Deus são aqueles que apresentam Deus como o Ser que transcende a todas as coisas criadas, sendo o único digno de veneração e adoração.

Elohim: Forte, todo-poderoso, criador de todas as coisas, digno de honra e veneração, que inspira temor. Este é o nome de Deus mais usado na bíblia, onde é citado por mais de duas mil e quinhentas vezes. Este nome, na língua hebraica está no plural e representa a diversidade das pessoas na essência do Deus único. Este é o primeiro nome de Deus encontrado na bíblia no primeiro verso do livro do Gênesis.

Elyon (El-Elyom): O Deus altíssimo, exaltado acima de todas as coisas criadas.

Estes nomes são representados no Novo Testamento, em grego, como THEOS, que representa as qualidades transcendentes de Deus.

Os nomes essenciais e pessoais de Deus

Estes são os nomes que denotam relacionamento com a criação.

YAHWEH (Jeová): O Deus que se revela, tanto como o Deus auto existente e imutável, e o Deus que se relaciona pessoalmente com a criação, por isso este nome é traduzido muitas vezes como: EU SOU! Ou EU SOU O QUE SOU! Esta é o nome pelo qual Deus se revelou a Moisés. Este é o nome pelo qual Jesus afirmou sua divindade aos fariseus: “Antes que Abraão existisse, EU SOU”. Este nome é representado no Novo Testamento, em grego, como a palavra Kurios, que pode ser traduzida como uma variante de YAHWEH (SENHOR).

Adonai: Governante, todo-poderoso, altíssimo, transcendente (este nome era usado em substituição ao nome YAHWEH, considerado impronunciável pelos hebreus), é representado na bíblia como “Senhor”.

El-Shadai: O Deus de muitos seios, este nome transmite a suficiência de Deus em prover todas as necessidades da criação em todos os aspectos, representa a plena suficiência e lembra o fato de que Deus é ilimitado e infinito em todas suas qualidades e atributos.

YAHWEH-Tsebaoth: “O Senhor dos Exércitos”, este nome também é bastante utilizado na bíblia e era um nome venerado pelos hebreus. Os exércitos aqui referidos são os anjos e seres espirituais que estão sob estrito controle de Deus, incluindo nesta relação os anjos caídos, que somente podem fazer as coisas determinadas no plano eterno de Deus.

Existem ainda dezenas de variações quanto ao nome de YAHWEH/Jeová, as principais são: Jeová-Jiré – o Deus que se revela; Jeová M’Kadesh – o Deus que santifica; Jeová Nissi – o Deus vencedor; Jeová-Rafá – o Deus que cura; Jeová Shalom – o Deus da paz; Jeová Tsidekenu – Deus justiça nossa; Jeová Rohi – Deus nosso pastor; Jeová Makke – o Senhor disciplina (fere); Jeová Gmolá – Senhor das bênçãos (recompensas); Jeová Eloenu – o Senhor é nosso Deus; El Eloé Israel – o Deus de Israel.

No Novo Testamento o nome de Deus é empregado também como variação do nome YAHWEH, com as seguintes designações, que servem tanto para Deus como para Cristo:

Alfa e Ômega; Princípio e Fim; O que era, que é e que haverá de ser.

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 66 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário