Aviso

Somos um site cristão, em conformidade com os padrões reformados, não concordamos obrigatoriamente com as opiniões emitidas nos livros postados, todavia, sabemos que um cristianismo saudável somente pode ser exercido através do conhecimento. Desta forma, sigamos o conselho do apóstolo: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom”. Louvado seja Deus!

ESTATÍSTICAS

vivendopelapalavra.com
Na internet desde Outubro/2011
Total de visitas até setembro de 2018:
1.031.328
Total de páginas visitadas até setembro 2018:
2.632.612

Mais Baixados

Spurgeon / Ryle

UMA SANTA OBRA DE NATAL – SPURGEON

“E, vendo-o, divulgaram a palavra que acerca do menino lhes fora dita; E todos os que a ouviram maravilharam-se do que os pastores lhes diziam. Mas Maria guardava todas estas coisas, ponderando-as em seu coração. E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes havia sido dito.” (Lucas 2:17-20).
Cada estação do ano tem suas próprias frutas: maçãs no outono, bagas de azevinho1 de Natal. A terra produz segundo o período do ano e tudo o que o homem quer debaixo do céu tem sua hora. Nesta época, o mundo se dedica a congratular-se e a expressar seus bons desejos pelo bem estar de seus cidadãos. Permitam-me sugerir uma obra complementar e mais sólida para os cristãos. Ao pensar hoje no nascimento do Salvador, devemos aspirar a um nascimento renovado do Salvador em nossos corações. Como Cristo já foi “formado em nós, a esperança da glória,”
que possamos ser “renovados no espírito de nossa mente.” Que possamos ir de novo à Belém de nosso nascimento espiritual para realizar nossas primeiras obras, para desfrutar de nossos primeiros amores e para festejar com Jesus como fizemos nos dias santos, felizes e celestiais de nosso noivado. Vamos a Jesus com algo desse frescor juvenil e desse supremo deleite que era tão manifesto em nós quando O vimos pela primeira vez. Temos que coroá-lo novamente, pois ainda está adornado com o orvalho de Sua juventude, e segue sendo ―o mesmo ontem, hoje e eternamente.”

Sobre o autor

Hélio Clemente

Meu nome é Helio Clemente: Tenho 72 anos, sou engenheiro, brasileiro, divorciado, graduado pela USP em 1967. Não defendo ou divulgo nenhuma denominação em particular, cristianismo é somente o evangelho, e o evangelho é toda a Escritura, desde o Gênesis até o Apocalipse.

comente

Clique aqui para enviar um comentário